Anterior | Lista de Edições em Português | TidBITS Home Page | Próximo

TidBITS-pt#379/12-Maio-97

Você está pensando em comprar um Newton? Não perca a coluna dessa semana que apresenta em detalhes o Newton MessagePad 2000, escrita por uma pessoa que já utiliza o Newton há bastante tempo, e que recentemente comprou o último modelo.Também nessa semana examinamos cada um dos participantes no Duelo TidBITS de Search Engines (Ferramentas de Busca), além de trazer notícias sobre o PowerBook 2400c que está para ser lançado, e notícias sobre a compra da Rev pela Aladdin Systems.

Tópicos:

Copyright 1997 TidBITS Electronic Publishing. Todos os direitos reservados.
Informações: info@tidbits.com Comentários: editors@tidbits.com

Para informações sobre a versão em Português de TidBITS: hpenha@qmail.com


MailBITS-pt/12-Maio-97

Um PowerBook para Pequenos Dedos -- A Apple e a IBM lançaram oficialmente na semana passada o PowerBook 2400c, preenchendo a categoria dos sub-notebooks que estava vaga depois que a linha Duo foi descontinuada. A máquina utiliza o processador 603e PowerPC de 180 Mhz, com 256K level 2 cache, e suporta uma tela colorida de matriz ativa de 10.4 polegadas. Pesando somente 4.4 libras e menor do que um caderno, o 2400c deve ser um alívio para os viajantes que ficam com dores nos ombros de tanto carregar seu equipamento. Algumas concessões que a Apple fez dizem respeito ao tamanho do teclado (menor e originalmente projetado para o mercado Japonês, onde a utilização do Kanji é mais comum do que a digitação em Inglês), e a ausência de um floppy-drive interno. Os preços variam a partir de $3.500,00; as unidades deverão sair no Japão no fim do mês, e devem chegar aos Estados Unidos no fim de Julho.

http://product.info.apple.com/pr/press.releases/1997/q3/970508.pr.rel.pb2400c.html

Aladdin Mais Forte -- Alladin Systems acaba de adquirir os direitos de publicação para o Rev da 6prime, o software de revisão fácil de usar de $99.95 apresentado em TidBITS-362. O Rev salva versões intermediárias de documentos frequentemente gravados, tornando possível o retorno a qualquer uma dessas versões no caso de erros não-recuperáveis. Mesmo que o Nisus Writer ofereça uma opção de undos ilimitados que funcionem depois de salvar os arquivos, eu ainda utilizo o Rev com documentos com os quais trabalho frequentemente, e em diversas situações Rev me salvou de ter que recriar meu trabalho. Estou feliz que Alladin esteja controlando o Rev, pois o programa poderá se beneficiar do suporte adicional.

http://www.aladdinsys.com/rev/



Duelo de Search Engines

pela equipe de TidBITS <editors@tidbits.com>

Os prazos para o concurso TidBITS de Search Engines anunciados em TidBITS-368 já passaram há muito tempo, e é hora de saber os resultados. Para começar, gostaríamos de agradecer a cada um dos participantes pessoalmente. Essas pessoas fizeram um esforço tremendo na criação de ferramentas de busca que serviriam a comunidade Macintosh, e só aí já merecem nossos cumprimentos. No todo, a qualidade das ferramentas de busca esteve excelente, e nós nos divertimos lendo como cada uma das ferramentas tinha sido construída.

No artigo dessa semana, iremos destacar cada participante e comentar sobre as ferramentas de busca. Então, na semana que vem, depois que tivermos mais tempo para discutir com os principais competidores, anunciaremos o vencedor (ou vencedores, se necessário). Sinta-se livre para visitar os sites (listados abaixo sem uma ordem específica), mas não se preocupe caso não consiga se conectar, já que alguns dos participantes estão usando máquinas pessoais, que podem não estar disponíveis todo o tempo. Você ainda pode dar uma conferida em TidBITS-368 para ler as regras do concurso.

Scott Ribe & WebServer 4D -- De longe o mais rápido dos concorrentes veio de Scott Ribe, que escreveu uma extensão de indexação que funciona com o MDG WebServer 4D que custa $295 para conseguir uma ultra-rápida ferramenta de busca de texto integral para TidBits. Embora Scott tenha tido de escrever o código, o que demorou algumas semanas (e é ainda relativamente ligado a TidBits, mas ele planeja generalizá-lo para distribuição comercial), a configuração parece simples, com a extensão de indexação buscando nos arquivos TidBits que estejam num folder específico.

http://www.mdg.com/

Gostamos bastante desse concorrente, principalmente devido a sua velocidade. Possui uma página de resultados relativamente austera, contendo o número da edição e o título do artigo, mas pensei que poderia facilmente adicionar o autor, ou talvez a primeira linha de um artigo para um sumário. Os resultados são ordenados pela ordem cronológica reversa, e Scott planeja um ranking de relevância para uma futura versão. A busca encontra artigos contendo todos os termos procurados, e mesmo que você possa procurar por datas das edições, não estão disponíveis as opções "Boolean" ou de frases. Curiosamente, ele também não consegue lidar com as palavras hifenizadas, como "Ashton-Tate". [ACE]

http://38.254.39.13/tidbits_archive/

Ethan Benatan, Frontier & Phantom -- Ethan Benatan apresentou uma solução criativa e altamente funcional para a busca nas edições de TidBits: utilizando UserLand Frontier, Ethan escreveu um script programado para fazer o download das novas edições de TidBits, e (quando um novo número aparece) fragmenta-os em artigos, salvando os arquivos resultantes num diretório local. Toda noite, Phantom (Maxum) adiciona novos arquivos ao seu índice cumulativo, enquanto continua servindo como um CGI recebendo pedidos de usuários. Frontier também utiliza o Eudora Light para mandar relatórios. Phantom custa na faixa de $300, enquanto que o Frontier e outros componentes tem um custo muito pequeno ou são gratuitos.

http://www.maxum.com/Phantom/
http://www.scripting.com/Frontier/

O resultado é uma ferramenta de procura poderosa, oferecendo capacidades de procura presentes no Phantom (offering word-stemming, Boolean e phonetic searching), adicinados a conveniências de poder procurar em edições de 96 ou 97, buscando somente URLs ou cabeçalhos, com resultados de busca detalhados ou compactos, e índices de relevância (expressos em porcentagem). Para nosso delírio, Ethan se deu ao trabalho de quebrar MailBITS em artigos separados para que pudessem ser encontrados individualmente. Embora os resultados detalhados de busca sejam prejudicados por links de navegação que ocupam três linhas de previews, no todo, o esforço de Ethan é impressionante. [GD]

http://anacardium.bio.pitt.edu:8080/

Andrew Warner & FoxPro -- A gente não escuta muitas coisas sobre a versão para Mac do FoxPro desde que a Microsoft comprou a Fox em 1992 (veja TidBits-113_). Mas, ele ainda existe, e Andrew Warner demonstrou que ainda pode ser funcional. Esta ferramenta de busca foi totalmente escrita em FoxPro e é altamente customizável. Ela lê as edições de TidBits num "drop folder", e fornece cabeçalhos e rodapés dinâmicos. O sistema inclui um programa para separar o HTML de cada edição e colocá-lo em arquivos separados. Depois, uma base Phd (biblioteca de procura adicional ao FoxPro/Mac) faz a indexação.

http://www.microsoft.com/vfoxpro/vf_xplat.htm

Já que Andrew teve que rodar esse programa em seu próprio computador, não tivemos a chance de realizar muitos testes no tempo disponível. Modos de procura Boolean e de frases (via quotes) estão disponíveis, e pode-se também limitar a busca a campos específicos (como o título de um artigo, ou hipoteticamente, data). Andrew não gastou muito tempo com essa solução, mas ele disse que poderia facilmente modificar ou adicionar diversos elementos, se tivesse mais tempo. Os resultados da procura incluem o título do artigo e a data, e os artigos são mostrados relativamente bem, com probleminhas ocasionais ou um hit de procura inapropriado. [ACE]

http://agency.arnoldcom.com/aw.search2.html


Ole, David, FileMaker & Frontier -- Ole Saalmann e David Weingart utilizaram o Userland Frontier não somente como um script CGI para retornar resultados de busca, mas também como um analisador e um programador de download de novas edições de TidBits. Os scripts Frontier pegam as edições de TidBits, divide cada um deles em artigos, e os armazena num arquivo de banco de dados simples do FileMaker Pro. Quando um usuário procura algum dado, o Frontier avisa ao FileMaker o que procurar, e então dá a resposta em HTML.

http://www.scripting.com/Frontier/
http://www.claris.com/products/claris/filemakerpro/filemakerpro.html

O projeto de Ole e David nos oferece uma interface agradável que lembra o Alta Vista, com resultados detalhados e compactos (além de uma opção avançada de busca com operações Boolean e de frases, adicionadas de buscas em títulos, intervalo de edições e datas). Embora o serviço demonstra algumas esquisitices do HTML e também não ofereça um ranking de relevância para os artigos, ele é rápido, e oferece excelentes páginas para demonstrar resultados, com uma elegante configuração de scripts no servidor Web. [GD]

http://www.gilbert.org/searchBITs.fcgi

Duane Bemister & WebSonar -- Duane Bemister criou seu programa de busca utilizando o WebSonar Professional da Virginia Systems. Os produtos da linha do WebSonar tornam possível procurar grandes quantidades de documentos através da Web, e esses documentos podem estar em diferentes formatos, tornando possível colocá-los na rede sem a necessidade de convertê-los para HTML.

Embora o WebSonar ofereça diversas opções sofisticadas, ele sofre do problema de apresentar tantas opções que um usuário casual possa ficar perdido frente a uma interface complexa de menus e toolbars. Além do mais, o WebSonar está baseado num conceito de metáfora que determina que os resultados das buscas não pareçam retornar arquivos com artigos. WebSonar é uma ferramenta poderosa, mas não estamos convencidos de que os usuários que fazem procuras casuais vão querer forçar a mente para ultrapassar a sua difícil linha de aprendizagem. [TJE]

http://www.websonar.com/websonarcom/tidbits_challenge.html

David, Curt & Apple e.g.-- Recebemos dois trabalhos que utilizavam uma solução baseada no Apple e.g., uma CGI (atualmente distribuída gratuitamente em versão beta) da Apple que adiciona capacidades de busca a sites baseados em Macintosh. Tecnicamente falando, o Apple e.g. utiliza tecnologia da Apple anteriormente conhecida com o nome-código de "V-Twin text indexing engine", mas agora apresentado com um nome bem mais apelativo de "Apple Information Access Toolkit". Do ponto de vista final, nós apreciamos a maneira com que os dois trabalhos integraram Apple e.g. com TidBITS, assim como a experiência de utilização. É fácil localizar artigos, e a lista de resultados contém um índice de relevância para cada artigo encontrado. Além disso, existe uma função que verifica documentos relevantes numa lista de resultados, conseguindo encontrar artigos similares aos verificados. Ficamos bastante impressionados ao ver a eficiência dessas funções.

http://cybertech.apple.com/apple_eg.html

O primeiro trabalho, criado por David Clatfelter, fornece os resultados em forma de tabela ou texto. Na forma de tabela uma barra gráfica é utilizada para criar um índice de relevância para cada artigo encontrado. Infelizmente, a informação começa com um pedaço do texto vindo do topo da edição que contém o artigo encontrado. No formato texto, asteriscos são utilizados para indicar o índice de relevância e apresenta também o título da edição onde se encontra o artigo.

http://idoseek.ucr.edu/cgi-bin/appleeg/eg.acgi

Curt Stevens enviou o segundo trabalho em Apple e.g.. Os usuários podem escolher entre uma versão resumida ou integral na hora de ver os resultados. A versão integral retorna uma lista de artigos, cada um contendo uma barra com o índice de relevância. Depois desse índice, cada artigo localizado se inicia com o título e as primeiras linhas de cada um, tornando fácil identificar se o artigo realmente interessa. A versão resumida lembra a versão texto do programa de David, com exceção do fato de que essa versão lista os títulos dos artigos ao invés do título da edição. De uma maneira geral, ficamos bastante impressionados com a performance e o potencial de Apple e.g., e planajemos dar uma olhada mais de perto. [TJE]

http://17.255.9.121:8080/TidBITS.acgi

Jacque Landman Gay & LiveCard -- Ao escrever sobre LiveCard, um CGI de $150 da Royal Software, em TidBITS-338, percebi sua habilidade de colocar stacks de HyperCard na Web com nenhuma ou poucas modificações. Nem podia saber que um dos membros mais ilustres da comunidade HyperCard iria utilizá-lo como base para um search engine de TidBITS.

http://www.quibble.com/HyperActive/LiveCard.acgi

LiveCard atua como um intermediário entre um Web Server Macintosh e o stack HyperCard de Jacque que indexa as edições de TidBITS, faz buscas e mostra resultados. LiveCard apresenta um formulário de pesquisa simples que possibilita a entrada de até três conjuntos de termos de pesquisa. Frases podem ser usadas, e opções de busca Boolean estão disponíveis. Os resultados são apresentados como uma lista de títulos dos artigos, e ao clicar em um título o usuário é levado imediatamente ao artigo na edição de TidBITS onde ele está. Embora Hypercard seja algumas vezes difamado como uma ferramenta CGI quando comparado ao Frontier ou a soluções compiladas, essa ferramenta LiveCard consegue procurar mais de 10 MB de artigos TidBITS e retornar resultados com uma velocidade surpreendente (mesmo estando temporariamente em meu servidor, que não é muito rápido). Mesmo que essa ferramenta de procura não permita restringir a busca por data ou edições, e somente apresente uma lista crua de resultados, é realmente um trabalho bem realizado, se considerado o pouco tempo dedicado por Jacque ao trabalho, que representa o tipo de serviços Web que podem ser oferecidos a patir de softwares de autoria disponíveis no mercado (especialmente se considerarmos que LiveCard está incluído no pacote do HyperCard 2.3.5 da Apple). [GD]

http://www.interedu.com/royalsoftware/descriptions/LiveCard.html
http://hypercard.apple.com/

Glen Stewart & WarpSearch -- O CGI WarpSearch de Glen Stewart funciona de uma maneira diferente da maioria dos outros concorrentes. As outras soluções normalmente indexam todo o arquivo de TidBITS, o que torna possível buscas rápidas, mas requer updates semanais no arquivo, o que ocupa uma área considerável de disco. Contrastando com essa técnica, o WarpSearch faz buscas em todos os arquivos a cada vez. Isso pode parecer lento, mas ainda assim ele consegue procurar os 10 MB de edições de TidBITS aproximadamente a 700K por segundo.

Warpsearch só permite busca de frases, sem modos de procura Boolean nem de múltiplas palavras não-contíguas. A lista de resultados mostra o número da edição, seu tamanho, a data de modificação, e o número de matches na edição. Infelizmente, ele não quebra os arquivos de várias edições, as vezes retorna edições esquisitas, e por utilizar textos que vem de nossas versões em setext ao invés de HTML, o texto encontrado não fica tão apresentável quanto poderia ser. [ACE]

http://stewart-3.pnet.msen.com/cgi/warpsearch/warpsearch.html

Nisus Software & GIA -- Muito embora a tecnologia do GIA (Guia de Acesso a Informação) do Nisus não represente uma ferramenta de procura de texto integral, nós decidimos incluí-lo na competição. O GIA fornece um filtro de palavras-chave, e quando você seleciona palavras-chave de uma lista pré-definida, o resultado é uma lista reduzida de palavras-chave e edições de TidBITS. A parte mais complicada de manter uma lista de procura baseada em palavras-chave é definir esses termos, e o sistema parece funcionar melhor para consultas relativamente mais amplas. Procurar um artigo específico as vezes se torna frustrante se as palvras-chave necessárias não estão disponíveis.

Continuo impressionado com as possibilidades do GIA, mas ele ainda tem problemas. A Nisus Software implementou o GIA totalmente em Java, e apesar de utilizarmos diferentes versões da Java VMS (incluindo até o Internet Explorer num PC), os problemas de interface apareciam sempre. Alguns podem ser facilmente consertados, mas outros parecem ser problemas básicos de Java ou ferramentas atuais. No fim, mesmo com a tecnologia fascinante de GIA, ele não preenche os requisitos do duelo, já que o servidor não está atualmente rodando num Mac, além de não fornecer o modo de procura de texto integral. [ACE]

http://www.infoclick.com/gia/gia6/TidBits1.html

Roger McNab & NZDL -- Roger McNab na University of Waikato integrou o texto das edições de TidBITS com a ferramenta de busca da Biblioteca Digital da Nova Zelândia (New Zealand Digital Library, NZDL). A NZDL permite aos usuários procurar em coleções específicas de documentos (incluindo o Projeto Gutenberg, arquivos FAQ, e outros disponíveis em PostScript ou Tex), com procuras Boolean ou por ranking, além de opções avançadas de busca, com uma página de resultados compacta que identifica o título do artigo e o autor.

Mesmo sendo um arquivo funcional e útil, oferecendo uma interface de busca atraente, o NZDL também viola a regra básica do concurso: ele não roda num Macintosh. Mesmo que algumas porções do software sejam escritas em Perl e o autor não veja problemas em transportar o aplicativo para o Mac, o fato atual é que a versão para Macintosh simplesmente ainda não existe. [GD]

http://www.cs.waikato.ac.nz/~nzdl/tbc/

Não perca a próxima edição -- Você acaba de conhecer os participantes. Não perca a próxima edição para ter mais detalhes sobre nossos favoritos e conhecer o eventual vencedor do duelo.




MessagePad 2000: Novo Newton Ultrapassa as Expectativas


por David Gewirtz <
david@component-net.com>

Levou um bom tempo mas, finalmente, sou um orgulhoso proprietário do eficiente MessagePad 2000 (MP2K). Consegui-lo foi um desafio. A unidade original foi roubada no caminho entre o NewtonSource e o meu escritório, mas após uma semana mais ou menos (e graças a um preocupado empregado da NewtonSource), tenho outro em minhas mãos. Apesar de estar com a máquina a pouco tempo posso, definitivamente, dizer que ela é demais.

http://www.newton.apple.com/product_info/devices/MP2000/MP2000.html
http://www.newtonsource.com/

MessagePad 2000 Hardware -- Comparado ao meu Newton anterior (um MessagePad 120), o MP2K é aproximadamente sete centímetros mais largo, um pouco mais alto e mais ou menos da mesma espessura, apesar de muitos anunciarem que é mais fino. Utilizando o sempre científico teste de peso, o MP2K (com baterias) parece ligeiramente mais pesado que seu primo mais velho. [ O folheto descritivo fala em 2,8 cm de altura, 12 cm de largura e 21 cm de profundidade, com um peso total (baterias incluídas) de 640 gramas. -Tonya]

Apesar deste pequeno acréscimo físico, a tela cresceu dramaticamente de 320 por 240 para 480 por 320. Os pixels adicionais ficaram perfeitamente bem no display com espaço físico similar porque a nova tela tem uma resolução de 100 dpi. Foi ótimo ver minha lista de afazeres (que anteriormente sumia na parte de baixo da tela) se encaixar no espaço disponível. Falando comparativamente, é como se você estivesse mudando de um monitor de 640 por 480 para um de 800 por 600.

O display passou, também, a suportar 16 tonalidades de cinza, o que proporcionou uma ligeira melhora em alguns ítens de interface (como o scroll bar do Newton Works), entretanto essas variações de cinza são de difícil percepção quando a iluminação não é perfeita.

Apesar do MessagePad 130 apresentar um display com backlit, esta é a minha primeira experiência com um. Enquanto estava sentado no Bennigan's (um restaurante) saboreando alguns aperitivos, eu finalmente consegui ver, perfeitamente, a tela do meu MessagePad. Ele é iluminado o suficiente para poder usá-lo até na escuridão total do meu carro.

O reconhecimento da escrita manual é rápido (especialmente se você desligar a opção delay), graças ao processador de 161 Mhz StrongARM do MP2K. Quando escrevia longas notas no NotePad do MessagePad 120, frequentemente eu experimentava atrasos; este problema não ocorre no MP2K, e aqui me encontro, feliz, escrevendo este artigo no Newton Works, o novo processador de textos.

O MP2K é um pouco diferente de seu antecessores. A caneta fica pendurada do topo para baixo e tem uma aparência cheia de estilo. A capa da tela se abre como um livro, para o lado. Com um pouco de criatividade (prendendo-o para cima no teclado e girando a tela), a porta se torna um suporte que segura o Newton no ângulo certo para que se possa utilizar um teclado externo opcional.

Ganhando honras como o primeiro Newton com capacidade para entrada de som, o MP2K vem com um novo NotePad que tem capacidade de gravar até sessenta segundos de som por página. Infelizmente não há nenhuma outra forma mais fácil de começar a gravar do que indo até o NotePad e clicando o botão de gravar - o que significa que fica difícil iniciar uma gravação enquanto se está dirigindo.

Docking Port -- Uma pequena porta localizada no topo do MP2K abre-se para revelar um tap poderoso e um mini-bus que agora se chama "docking port". A porta serial mini-DIN anterior agora vem numa forma "fácil-de-perder" que se pluga dentro da docking port. Assim que eles se tornarem disponíveis eu planejo comprar muitos "dongles" de reserva para quando eu perder o original.

O MP2K vem com uma função auto-docking que ativa a conecção quando o plug é conectado. O que, entretanto, não é necessariamente excitante, mas eu espero que alguma firma construa um conjunto completo de docking que tire vantagem desta característica.

PC Card Slots -- Um ganho real foi a adição de um segundo PC Card slot. Finalmente é possível colocar um modem em um slot e um cartão de memória em outro. Este ganho "cairá como uma luva" se você utilizar o EnRoute i-net (um email client) e o NetHopper (um Web browser). O EnRoute tem um conjunto robusto de regras para processar os mails recebidos, mas eu ainda quero testar como o Eudora Pro para o Newton se comporta.

http://www.netstrat.com/
http://allpen.allpen.com/nethopper3.html
http://www.eudora.com/newton/

Battery Power - O MP2K utiliza quatro baterias alcalinas (AA) normais para alimentar seu esfomeado processador. Apesar de anunciarem que a bateria dura de três a seis semanas se não houver excesso de utilização, eu estou preocupado com relação a isto. Depois de uma semana, o indicador de bateria mostrava que ela estava pela metade, o que me leva a crer que estarei trocando baterias pelo menos duas vezes ao mês.

Não há suporte para um recarregador (apesar da docking connection talvez poder ser útil neste caso), por isso não é possível colocar o MP2K na base quando você chega em casa a noite e ter a certeza de que estará tudo bem pela manhã. A Apple oferece um adaptador de carga de 9W que, supostamente, consegue recarregar um conjunto de baterias de níquel, mas nem a bateria nem o recarregador que eu pedi vieram junto com o Newton. Neste entremeio eu instalei um cartão com 4MB de memória e vou começar a fazer um backup toda manhã..

Painel de Botões -- Ao invés de um painel de botões silkado na tela, o MP2K oferece um painel "soft" no display. A princípio eu não fiquei muito impressionado com suas sombras em tons de cinza, mas ele me ganhou a medida em que eu descobria alguns de seus segredos, como:

* Quando você gira a tela, o painel gira também, de forma que os botões e o texto continuam na mesma direção.

* Você pode pegar & largar ítens da caixa Extras em cima da barra de botões, e - dessa forma - customizar a barra para que ela contenha as coisas que você quer.

Uma vez que a barra de botões é uma função de software, nós podemos esperar substituições e melhorias futuras.

(Ah, os perigos de um computador móvel. O Bennigan's está fechando, então eu continuarei este artigo em outro lugar... e, aqui estou eu alguns dias depois tomando café da manhã no Friendly's.)

Newton Works -- Uma característica nova e importante, o Newton Works parece, a princípio, ser um simples processador de textos (como o original MacWrite). Mas, se você olhar no New pop-up menu, você irá descobrir que pode criar um novo papel ou uma nova planilha, graças ao QuickFigure Works opcional. Agora existe espaço suficiente na tela para um número razoável de células, de forma que uma planilha no Newton finalmente se tornou prática. Segundo os manuais, o QuickFigure pode ler e exportar documentos para o Excel.

Eu não estou bem certo do motivo pelo qual o QuickFigure Works faz parte do programa Newton Works. Não há provisões para misturar os dados de planilhas com os documentos do processador de textos (ou pelo menos eu não encontrei nenhuma), e apesar do processador de textos necessitar do teclado do Newton (existem alguns utilitários que permitem mudar esta situação), a planilha reconhece a escrita manual. Interessantemente, o objeto paper document tem um objeto subordinado, chamado de QuickSketch, que permite que você coloque um desenho num documento feito no processador de textos.

Outros softwares instalados -- Os aplicativos tradicionais do Newton não mudaram em nenhuma forma visível. Os ícones do In Box e do Out Box foram combinados em um só, o InOut; o ícone Connection se transformou em Dock, e (dependendo do conjunto que você possua no Newton) você também poderá ter o EnRoute, NetHopper e o QuickFigure Works.

Depois de travar totalmente o meu Newton no primeiro dia (eu fiquei tirando a bateria para exibi-la por aí), fiquei preocupado achando que perderia os softwares instalados quando apagasse o sistema. Para minha sorte, eu não tive que limpar totalmente o MP2K, deixando o hardware zerado, para restaurar o sistema. Se tivesse que fazê-lo (zerar o sistema e ligá-lo novamente) eu poderia pegar a planilha, um software de e-mail e um Web browser de um computador de mesa, e a Apple fornece floppies de PC e Macintosh com cópias dos software instalados.

Newton Connection Utilities -- Por estar tão excitado com meu MessagePad 2000, eu odeio a idéia de ter que terminar este artigo com uma nota amarga, mas devo dizer que estou desapontado com o tão esperado Newton Connection Utilities (NCU), que veio como beta junto com o MP2K, completo com uma "oferta por tempo limitado" que permite aos usuários a "incrível oportunidade" de ter o upgrade para a versão 1.0 a qualquer momento entre agora e Novembro.

http://www.newton.apple.com/product_info/SW/ncu.html

Eu considero o lançamento de uma versão beta indesculpável. Os usuários estão gastando quase mil dólares no que, para muitos, é considerado um item de luxo, e não deveriam ter que se preocupar com o fato de que o software que utilizam para transferir dados pessoais entre o Newton e o computador de mesa não está acabado e sujeito a problemas já conhecidos.

O NCU é enorme. Consumindo quase 4 MB (para um programa de transferência de dados!), o NCU suporta backup, sincronização, download de pacotes e funções de teclado controladas a distância. Eu tentei um backup e ele falhou duas vezes. Somente na terceira o NCU aceitou com sucesso uma sessão de backup do Newton.

NCU somente oferece funções de sincronização para o Claris Organizer 2.0 e para o Now Contact/Up-to-Date 3.5. Eu possuo a versão 3.6 dos produtos Now, portanto ainda não está claro se serei apto a fazer, com sucesso, uma sincronização.

Eu pensei em comprar um PalmPilot da U.S. Robotics por causa da sua sincronização one-touch (e o pequeno dock é bem sexy). Entretanto, eu não queria aprender Graffiti, ele não possui uma outliner, e o software do seu computador de mesa funciona para apenas um usuário. [O TidBITS fará uma revisão do Pilot num futuro próximo. - Jeff]

Contrastando, o Newt