Anterior | Lista de Edições em Português | TidBITS Home Page | Próximo

TidBITS-pt#380/19-Maio-97

Em Março nós prometemos um Duelo de Search Engines (Ferramentas de Busca), e esta semana, com cheiro de pólvora no ar, nós mostraremos os participantes que ainda estão de pé. Nós também discutiremos as novas opções de suporte da Apple, a nova versão do Internet Explorer da Microsoft, e o lançamento do Newton Connection Utilities 1.0, além da distribuição de TidBITS na Compuserve.

Tópicos:

Copyright 1997 TidBITS Electronic Publishing. Todos os direitos reservados.
Informações: info@tidbits.com Comentários: editors@tidbits.com

Para informações sobre a versão em Português de TidBITS: hpenha@qmail.com


MailBITS-pt/19-Maio-97

Novo Internet Explorer -- O lançamento da última semana feito pela Microsoft do Internet Explorer 3.0.1 trouxe muitas boas novidades. As mais notáveis são a capacidade de monitorar os sites Web no caso de mudanças e uma opção AutoComplete, que preenche automaticamente a URL que vc começou a digitar no caso de você já a ter visitado; opções administrativas que se lembram dos cookies, usernames e senhas; um Download Manager que finalmente usa uma janela especial para download, ao invés da janela principal do browser. O Internet Explorer 3.0.1 também adiciona o suporte a linguagem da Netscape JavaScript, oferece a opção de aceitar ou recusar cookies, e oferece uma opção de auto-procura (AutoSearch) que permite buscar dados diretamente na barra de endereços, digitando "go" ou "?", seguido das palavras-chave. Existem versões disponíveis para PowerPC e Macs 68K, e seu tamanho para download varia entre 3.3 MB até 12.3 MB. [ACE]

<http://www.microsoft.com/msdownload/ieplatform/iemac.htm>

Distribuição Reduzida na Compuserve -- Se você se acostumou a dar um download de TidBITS de um fórum da Compuserve, é hora de mudar seus hábitos. Nós pensamos a respeito e achamos que deveríamos retirar a distribuição direta pela Compuserve porque os números de download tem caído bastante em comparação a um enorme crescimento das assinaturas diretas feitas por usuários Compuserve. Além disso, o Navegador Compuserve já é velho e difícil de automatizar. Entretanto, nossa decisão foi acelerada em função do fato que a nossa conta na Compuserve parou de aceitar nossa senha. Não há nenhum problema em que TidBITS apareça num fórum da Compuserve, mas nós não estaremos mais cuidando da distribuição. Se alguém tiver interesse em fazer o upload das edições, assim como no fórum MACCLUB, tem total liberdade para isso. Deve ser mais fácil para os membros da Compuserve assinar a nossa mailing list via Internet (que atualment conta com mais de 800 usuários da Compuserve), basta mandar um e-mail para <tidbits-on@tidbits.com>. [ACE]

Newton Connection Utilities 1.0 -- Em
TidBITS-pt-379_, David Gewirtz reclamou que a versão beta do Newton Connection Utilities saía junto com o MessagePad 2000 (e o eMate 300). A Apple acaba de lançar um update para o Newton Connection Utilities 1.0, que atualiza o NCU 1.0b6 para 1.0. Se você vem usando a versão beta para sincronizar dados entre seu PDA e seu computador desktop, a Apple recomenda que você faça uma outra sincronização antes do update do NCU. O download é de 4.8 MB. [ACE]

<ftp://ftp.info.apple.com/Apple.Support.Area/Apple.Software.Updates/US/Newton/For_MacOS/Other_Newton_Updates/NCU_1.0_Updater.img.hqx>



Apple Reformula Opções de Suporte

por Jeff Carlson <jeffc@tidbits.com>

Durante os últimos anos, para aqueles com os números de aceso 800-, se você experimentasse alguns problemas com seu Mac, você poderia chamar a Apple pelo número gratuito 800/SOS-APPL. Na última semana, entretanto, a Apple multiplicou suas opções de números telefônicos de suporte ao cliente para manter os padrões da indústria e tentar diminuir os altos custos do suporte técnico. Apesar da mudança não ser repentina nem surpreendente, a implementação dessa nova política não ficou muito clara. Segue um resumo do que você pode esperar se precisar contatar a Apple para resolver algum problema. [A maior parte deste artigo se aplica somente a pessoas residentes nos Estados Unidos; nossas desculpas aos leitores que tiverem perguntas ao longo das próximas linhas mas estão em outros países. - [Tonya]

A Winding Path -- Em Fevereiro a Apple reduziu o tempo de atendimento gratuito por telefone, para os proprietários da linha Performa, de 24 horas por dia e sete dias na semana para 12 horas por dia e cinco dias na semana com o intuito de concentrar esforços nos horários de pico.

Depois, em Março, a Apple anunciou a base do corrente planejamento: todos os novos consumidores que compraram produtos depois de 01 de abril de 1996 ganham 90 dias de uso do telefone de suporte gratuito. Quem necessitar de atendimento após este período será encaminhado à outras opções de suporte, que incluem o Suporte Técnico Online (Technical Support Online) e a nova e tarifada Linha de Suporte Apple (Apple Suport Line). Até 15 de maio de 1997, entretanto, a compania ainda não estava cumprindo à risca o limite de 90 dias.

<http://www.info.apple.com/>

Agora, a Apple está estabelecendo o prazo de implantação de sua nova política para Março, com três exceções: Suporte técnico por tempo ilimitado através do telefone 800/SOS-APPL para os canais educativos; para produtos com a marca Apple lançados entre 01 de abril de 1993 e 01 de abril de 1996; e para os Performas comprados entre 01 de setembro de 1992 e 01 de abril de 1996. As duas últimas somente se aplicam aos proprietários originais dos equipamentos Apple.

A nova estrutura de suporte da Apple agora incorpora quatro áreas principais:

AppleAssurance -- AppleAssurance cobre todos os produtos Apple e inclui uma garantia mundial de um ano para os produtos de hardware e 90 dias de suporte telefônico gratuito (800/500-7078). É necessário que você informe o Número de Acesso ao Suporte que vem junto com seu produto.

<http://support.info.apple.com/support/supportoptions/appleassurance.html>

Linha de Suporte Apple - Nível I -- Por uma taxa anual de $69.95, você pode se inscrever na nova Linha de Suporte Apple - Nível I. (Não parece existi o nível ll). Esta opção de suporte cobre uma CPU e periféricos conectados por um ano ou dez incidentes (definidos como "questões relativas a um problema específico e individual que pode ser respondido isolando-se sua origem em uma causa única"). O telefone de suporte está disponível de Segunda a Quinta, de 6:00 às 18:00 hs, hora do Pacífico. Aqueles que se dispuserem do dinheiro também receberão um Macintosh grátis: o CD-ROM Beyond de Basics. Ligue gratuitamente para 888/APL-VALU (888/275-8258) para se inscrever através da Apple, ou contate seu revendedor local.

<http://support.info.apple.com/support/supportoptions/suptline/aplsupline.html>

AppleCare -- O programa de serviço extensivo da Apple funciona da mesma forma que a garantia de um ano dos produtos de hardware, com preços variando em função do produto e do tipo de serviço que você escolher. (o preço para o meu PowerBook 5300cs, por exemplo, é de aproximadamente $240.00 por ano na opção carry-in).

<http://product.info.apple.com/productinfo/applecare/applecare.html>

Supporte Profissional -- Direcionado para gerentes de suporte e staff, o Suporte Profissional da Apple custa entre $2.000,00 e $3.000,00 por ano e inclui acesso à um Web site privativo com uma grande biblioteca de informação tecnolólica (Tech Info Library), updates de softwares, disco imagens de todos os softwares da Apple e manuais Apple em formato PDF. A Apple também fornece CDs de suporte bimestrais e resumos trimestrais de teleconferências.

<http://support.info.apple.com/sp/supportpro.html>

E o AppleClub? -- Apesar de ter aparecido como uma ramificação das opções de suporte da Apple, o AppleClub é mais do que um serviço adicional. Por uma taxa anual de $ 19,95, seus membros recebem softwares exclusivos e descontos em hardwares, updates de softwares da Apple que podem ser conseguidos através de servidores privados, um CD-ROM gratuito e, provavelmente, aquele sentimento especial de se sentir parte de um clube exclusivo.

<http://club.apple.com/>

A Apple percorreu um longo caminho desde quando a compania fornecia seu sistema operacional sem nenhum custo, e apesar de esperar que o suporte técnico fosse uma imensa linha vermelha nos lucros da empresa, é triste dizer adeus a mais um aspecto do que já foi, um dia, uma compania idealista. Em particular, pequenos negócios que possuem alguns Macs podem achar o novo preço particularmente salgado e soa como uma dor de cabeça para os consultores que precisam contactar a Apple para resolver problemas de máquinas de seus clientes. Pelo dinheiro, entretanto, eu espero que a Apple seja capaz de prover uniformemente um serviço rápido, competente e amigável.




E Sobrou Apenas Um...


por Adam C. Engst
<ace@tidbits.com>

Primeiro, uma correcção. Ao desenvolver as ferramentas de pesquisa para o 'TidBITS Search Engine Shootout', alguns concorrentes enviaram mais do que um URL à medida que mudavam configurações, ou utilizavam temporariamente diferentes servidores como máquinas de teste. O URL que demos na semana passada para o WarpSearch de Glen Stewart era um destes, disponível apenas durante o 'Shootout'. Poderá testar o WarpSearch com fiabilidade no seguinte URL:

<http://associate.com/innovative/Glen_Stewart/About_WarpSearch.html>

Na semana passada no
TidBITS-pt-379_ apresentamos todos os concorrentes e prometemos que tomariamos uma decisão esta semana. Não foi fácil. Dos nossos 11 concorrentes, qualquer um deles com excelentes entradas, quatro se sobressairam.

Os Critérios -- Nós esperávamos que uma das entradas se distinguisse obviamente das outras, mas não tivemos essa sorte. Por isso, tivemos de recorrer a critérios refinados para comparar as quatro melhores. Estes critérios são:


Nós estamos conscientes que a Apple ainda não lançou a versão final da extensão 'Thelepaty', por isso estamos certos de que alguns dos comentários feitos mais à frente poderão facilmente ser resolvidos pelos programadores. Nós tentamos levar essa flexibilidade em conta mas, no geral, julgamos aquilo que vimos.

Também deverão ter em conta que nós não avaliamos estas ferramentas de pesquisa em busca de algo que fosse _genericamente_ o melhor. Ao invés escolhemos qual seria a melhor solução para o TidBITS. Isto deve ser concerteza diferente daquilo que poderá querer que sua ferramenta de pesquisa faça, por isso se quer construir o seu próprio baseado no MacOS deverá investigar estas tecnologias mais atentamente (e ler os artigos da semana passada acerca dos outros que possasm satisfazer as suas necessidades).

Facilidade de Utilização -- Obviamente um search engine deve ser fácil de utilizar porque senão as pessoas vão evitá-lo. Este critério está por vezes a par com o próximo, que avalia a capacidade de pesquisa, uma vez que quanto mais opções houver, mais complexos se tornam o interface e a lista de resultados. A entrada do Ethan, baseada no Phantom, tem mais opções na sua página principal do que as outras, baixando um pouco a sua facilidade de utilização. Alguns de nós gostamos do Interface AltaVista e a familiaridade com a Web é um bom princípio e, por isso, as entradas Frontier e FileMaker do Ole e do David ganham pontos por oferecerem formulários simples e avançados. As entradas Apple e.g. do Curt e WebServer 4D do Scott têm interfaces mesmo muito simples, o que é bom.

Todos os concorrentes fornecem resultados ao nível dos artigos (e o Ethan leva pontos extra por fornecer o MailBITS separadamente), apesar de os links do Curt fornecerem ligações dentro de uma edição completa em vez de separar os artigos de cada edição em arquivos individuais. A técnica do Curt força as pessoas a carregar uma edição inteira de cada vez, mas fornece um contexto sobre o artigo em questão e torna a pesquisa de outros artigos na mesma edição mais fácil. O Ole e o David vão lado-a-lado servindo os artigos e apontando para a edição completa no nosso Web site, o que é bom para uma ferramenta de pesquisa independente, mas menos importante para algo que nós próprios utilizássemos.

A parte final do critério de fácil utilização é a página de resultados. Os resultados devem ser atrativos, fáceis de pesquisar, e corretamente ordenados. O Ole e o David marcam pontos pela sua homenagem ao AltaVista mas mostram os resultados mais recentes em primeiro lugar, ao passo que o Ethan e o Curt aproveitam a ordenação por relevância. A lista de resultados do Ethan infelizmente inclui o texto da barra de navegação no texto de resumo, mas isso é provavelmente fácil de corrigir. A página de resultados do Scott faz uma ordenação cronológica (a relevância é deixada para uma versão posterior) e usa uma tabela simples com o número da edição e o título do artigo, mas sem o texto de resumo, o que torna mais difícil determinar qual o artigo que se poderá querer. Eu suspeito que isso se pode arranjar.

Tanto o Ethan como o Curt incluem na lista de resultados um campo para uma nova pesquisa, e o Ethan deixa os termos da pesquisa anterior no campo. A opção do Apple e.g. de encontrar documentos semelhantes é mais flexível que a do Phantom, uma vez que se podem seleccionar artigos multiplos marcando multiplas checkboxes More, ao contrário do Phantom onde só se podem encontrar documentos semelhantes a uma única escolha da lista de resultados.

Apesar de estarmos a contar cabelos, porque qualquer um dos quatro é facil de utilizar, nós damos o prêmio de facilidade de utilização ao Curt Stevens e ao Apple e.g. pela combinação de um interface simples e de uma lista de resultados clara e atrativa.

Facilidade de Utilização: Curt Stevens e o Apple e.g.

Poder de busca -- As vezes você precisa localizar informações que não são facilmente associadas a uma palavra ou duas. Para isso, você precisa de flexibilidade e poder na ferramenta de busca. Você pode saber aproximadamente quando um artigo foi publicado, ou pode saber como uma palavra começa ou qual o som dela, mas não sabe escrevê-la corretamente. A ferramenta baseada no Phantom de Ethan merece destaque quando o assunto é poder de busca, que é o preço pago por se perder um pouco de simplicidade na sua interface. O Phantom fornece busca Boolean, por fonética, partes de palavras, buscas em tags HTML, e até alguma busca por faixa de dados. A solução Frontier/FileMaker de Ole e David oferece opções avançadas de busca: Boolean, por título, número da edição e faixa de dados, que são bastante úteis. A solução de Curt em Apple e.g. e o WebServer 4D de Scott oferecem pouco no sentido de oferecer essa flexibilidade, embora você possa usar partes de datas (os últimos algarismos do ano, por exemplo) na chave de de procura.

A capacidade de encontrar documentos similares é útil para diminuir as opções encontradas. Ela é fornecida tanto por Ethan e Curt com o Phantom e o Apple e.g., e ambas parecem fazer um bom trabalho. De um modo geral, achamos que o Apple e.g. tinha uma interface melhor para encontrar documentos similares, mas não foi suficiente para competir com a flexibilidade de busca de Phantom.

Poder de busca: Ethan Benatan, Frontier e Phantom

Facilidade de Configuração e Manutenção -- Essa categoria é difícil de ser julgada, porque nós não instalamos nem administramos todas as entradas. Entretanto, baseado no que conhecemos sobre as ferramentas envolvidas adicionado ao que conhecemos das ferramentas que usamos, podemos fazer suposições.

Ole, David e Ethan utilizam o Frontier para sugar as novas edições de TidBITS, dividí-las em artigos (e MailBITS, no caso de Ethan), e então passam para seus bancos de dados (FileMaker Pro e Phantom, respectivamente). Ole e David também utilizam o Frontier como uma CGI que se comunica entre o servidor Web e o FileMaker Pro, aonde o Phantom funciona tanto como indexador e servidor Web. A utilização do Frontier oferece uma flexibilidade significativa, mas sofre na facilidade de instalção -- as soluções de script raramente possuem interfaces gráficas bem projetadas. Da mesma maneira, muito embora a flexibilidade esteja presente, as mudanças pedem programação, e mesmo que Geoff Duncan e Matt Neuburg sejam capazes disso, o resto de nós em TidBITS não são. Já que nós somos um grupo pequeno, tentamos manter qualidades comuns, de maneira que uma pessoa possa realizar o trabalho de alguém sempre que necessário.

Scott e Curt buscam num "drop folder" as novas edições de TidBITS para serem indexadas, que é uma solução ideal para nós, porque é fácil mudar nossas rotinas automáticas de distribuição e inserir uma cópia nesse folder. O Apple e.g. utilizado por Curt é provavelmente o melhor aqui, já que acreditamos que poderíamos apontá-lo para o nosso folder de edições de TidBITS, enquanto que o WebServer 4D de Scott apaga o original do folder. Estamos certos de que é uma modificação simples, se necessário.

Facilidade de Configuração e Manutenção: Curt Stevens e Apple e.g.

Velocidade -- De uma maneira geral, nenhuma das entradas se mostrou particularmente lenta, e o critério velocidade teria passado desapercebida se não fosse pela solução de Scott Ribe em WebServer 4D. Todos os outros pareciam iguais (e já que existem outras variáveis que influenciam a velocidade na Web, ignoramos diferenças ocasionais), mas o programa de Scott era extremamente rápido. Tanto que acabei usando-o diversas vezes nas últimas semanas pois sabia que seria o mais rápido a retornar resultados. Não há muito mais a ser dito sobre esse critério, mas wow!

Velocidade: Scott Ribe e WebServer 4D

Custo -- Mais uma vez, é difícil estimar o custo de implementação desses search engines já que nós já possuimos parte do hardware e software necessários. Para aqueles interessados em montar um servidor similar do zero, vamos apresentar uma idéia básica de custo.

A proposta de Scott requer o WebServer 4D da MDG que custa $295, e ele diz que espera vender a extensão de indexação que ele está escrevendo por aproximadamente $100 ou $200. O programa atinge máxima velocidade num Quadra 800 com uma placa de upgrade PPC, que é similar em lentidão a um Power Mac, de maneira que o poder de CPU não é um problema grande aqui, nem espaço em disco ou velocidade. RAM sempre ajuda, entretanto, e Scott recomenda um sistema com 48 MB.

<http://www.mdg.com/>

O programa de Ethan utiliza o Maxum's Phantom rodando em modo stand-alone, então não há necessidade de um Web server adicional. Phantom tem o custo mais alto, $395, embora a configuração de Ethan também utiliza programas gratuitos como Frontier e Eudora Light (para os relatórios). Atualmente, o programa de Ethan roda num PowerBase 180 da Power Computing com 32 MB de RAM.

<http://www.maxum.com/Phantom/>
<http://www.scripting.com/Frontier/>

A proposta de Ole e David utiliza o Frontier (gratuito), Quid Pro Quo de Chris Hawks como servidor Web (também gratuito), e o Claris FileMaker Pro, que custa aproximadamente $200. Para evitar comprar o FileMaker Pro, Ole e David afirmam que você poderia utilizar a suite Frontier que eles fizeram com outros bancos de dados. O programa de Ole e David foi hospedada em duas máquinas separadas; a principal usava um 68040 com 20 MB de RAM, indicando que o hardware não é problema para implementar essa solução.

<http://www.scripting.com/Frontier/>
<http://www.socialeng.com/>
<http://www.claris.com/products/claris/filemakerpro/filemakerpro.html>

A estratégia de Curt utilizou Apple e.g., que é grátis, embora exija um servidor da Web como por exemplo o StarNine WebSTAR utilizado por nós, ou o Quid Pro Quo, também grátis. Corre num servidor Apple Workgroup Server 8150/110 com 40 MB (10 MB para Apple e.g.). É um PowerPC 601 de 100 MHz - não propriamente uma máquina muito rápida. Em conclusão, se utilizar um Power Mac, não terá de gastar dinheiro utilizar Apple e.g..

<http://cybertech.apple.com/apple_eg.html>

Custo: Curt Stevens e Apple e.g.

Hit by a Bus -- Como eu assinalei anteriormente, TidBITS é uma pequena organização e, como acontece com todas elas, preocupa-nos o que sucederá a TidBITS se alguma coisa acontecer a um de nós (como ser atropelado por um ônibus). Como tal, nós evitamos situações em que apenas um de nós pode executar alguma tarefa importante - se essa pessoa morresse num acidente estúpido a tratar do jardim, seria muito difícil executar essa tarefa. Assim, ao analisarmos os sistemas de pesquisa, consideramos também as implicações para cada um de nós do cenário "atropelado por um ônibus".

A estratégia de Curt com Apple e.g. seria o vencedor destacado, exceto pelo detalhe singular de ser correntemente um trabalho feito sob medida. O Curt trabalha para a Apple no Apple e.g., e modificou o programa para este considerar que os números do TidBITS contém mais que um artigo. Assim, a menos que as alterações de Curt permaneçam na versão comercial de Apple e.g. e sejam assistidas (que é a ideia), o Curt é o nosso elo fraco. E, considerando os recente problemas da Apple, o futuro de Apple e.g. é uma interrogação.

A estratégia de Scott tem alguns problemas similares, uma vez que a maior parte do trabalho foi a sua extesão indexadora feita sob medida, que está seriamente dependente de certos aspectos do TidBITS. Se nós pretendermos alterar algo no nosso formato, ficaremos em dificuldades se Scott for raptado por extraterrestres. Em adição, embora o WebServer 4D seja bem sucedido, a MDG é uma pequena companhia num mercado bastante difícil.

Vale notar que, embora tenhamos classificado um pouco por baixo a estratégia de Ethan e a de Ole e David na facilidade de instalação por serem baseadas maioritariamente em Frontier, por isso mesmo têm melhores notas nesta categoria. Embora Frontier não seja um caso de paixão para muitos, existem bastantes pessoas que nos poderão ajudar em caso de emergência. Ethan também utiliza Phantom e a Maxum parece ser uma companhia sólida, sem tendência para desaparecer ou deixar cair Phantom. Ole e David dependem do FileMaker Pro que, considerando que é a base de dados mais popular para Macintosh, é uma boa aposta que estará no mercado por muito tempo e com muitas pessoas capazes de a utilizar.

Ethan ganha aqui de Ole e David por um fio, justamente por ser um pouco menos dependente do Frontier, o que torna mais fácil a localização de alguém capaz de solucionar um problema no seu programa.

"Hit by a Bus": Ethan Benatan, Frontier e Phantom

Precisão Geral -- Não há nada pior que não ser capaz de encontrar algo que se sabe existir devido a uma pequena falha do sistema de pesquisa. Geoff Duncan testou software anteriormente, e testou brevemente todas as estratégias com pesquisas deliberadamente difíceis e pouco usuais. Vou deixar que ele divulgue quais os candidatos que passaram o teste.

Afortunadamente, todos os quatro candidatos finais conseguiram resultados de pesquisa funcionais e essencialmente corretos. Testes simples dirigidos a items conhecidos - a palavra "emporia" por exemplo, que só apareceu até agora num número do TidBITS - trabalharam coretamente em todos os sistemas; do mesmo modo, a utilização de funções Booleanas com restrições no número e na data funcionou aparentemente de forma correta nos sistemas que delas dispunham. Testes de "fadiga" para resultados enormes ou muito extensos ou para pesquisas simultâneas também obtiveram resultados satisfatórios. No entanto, algumas pesquisas mais complexas (ou mais ingênuas) resultaram ocasinalmente em resultados desconcertantes ou incompletos. Após análise detalhada de cada sistema, tentei imaginar qual o impacto dessas deficiências na utilização concreta das ferramentas.

Tanto Curt, com Apple e.g., como Ethan, com Phantom, ordenam os resultados em função da relevância apreendida, o que é simultaneamente uma força e uma fraqueza. Por um lado, ambos tendem a mostrar os artigos mais relevantes no topo da lista, o que é útil. No entanto, o critério de relevância não resulta muito bem com pesquisas vagas. Apple e.g. é mais abrangente, rotineiramente encontrando mais de 100 entradas para pesquisas simples (como "revisão de RAM Doubler"), das quais as primeiras são boas, mas as seguintes podem parecer escolhidas ao acaso à primeira vista, apesar de apresentarem um nível de relevância elevado. Phantom, ao invés, ignora o acessório: a mesma pesquisa resulta em apenas três resultados, o primeiro dos quais é exatamente o que se espera e os outros mecionam todos os termos mas apresentam apropriadamente baixos valores de relevância. Phantom produz também um bom trabalho ao reduzir significativamente os resultados com outras pesquisas gerais de tipo frase.

Nem a estratégia de Scott nem a de Ole e David usam relevância; ao invés, ordenam os resultados do mais para o menos recente. No entanto (provavelmente é passível de correcção), o sistema de Ole e David produz por vezes resultados repetidos em números antigos do TidBITS, com resultados de números antigos a aparecerem no topo da lista e depois ordenados corretamente na sua ordem. Muitas vezes, a tentativa de acessar estes resultados repetidos resulta num erro. A estratégia de Scott não produs repetições, mas ignora as URLs, que são um dos items mais frequentemente procurados (a avaliar pelo correio electrônico do TidBITS).

Assim, embora o Apple e.g. disponha de formas mais avançadas de pesquisa de artigos semelhantes aos pretendidos, a vantagem vai para o Phantom pela pura precisão e relevância dos resultados.

Precisão Geral: Ethan Benatan, Frontier e Phantom

Pontuação -- Como método final de avaliação dos sistemas de pesquisa, eu pedi a todos os elementos do TidBITS para listarem os quatro sistemas por ordem de preferência. Pareceu-me que isso ajudaria a incluir aspectos que pudessem não ser avaliáveis pelos critérios acima expostos. Depois, utilizei as listas para atribuir pontos aos sistemas, um ponto por ser primeira escolha, dois pela segunda, etc. Seguidamente, adicionei os pontos obtidos por cada sistema e ordenei-os (como nas corridas de corta-mato em que participei na escola). Com cinco pessoas votando, os pontos podiam variar entre 5 e 20. O resultado foi o seguinte:

* 6 pontos: Curt Stevens e Apple e.g.
* 13 pontos: Ethan Benathan, Frontier e Phantom
* 14 pontos: Ole Saalman e David Weingart, Frontier e FileMaker
* 17 pontos: Scoot Ribe e WebServer 4D

Pontuação: Curt Stevens e Apple e.g.

Finalmente... -- Sinto-me terrível por ter que designar um vencedor. Todos os candidatos fizeram um trabalho excelente. Scott surpreendeu-nos com a velocidade pura do seu sistema - anotem o fato para o momento da saída da versão comercial da sua extesão indexadora de texto. Ethan mostrou como utilizar o Frontier para aumentar as capacidades já de si excelentes do Phantom. Ethan também declarou que estará brevemente à procura de emprego - alguém deveria recrutá-lo imediatamente! Ole e David queriam assegurar-se de que o Frontier recebia o máximo da (devida) publicidade, e puseram em pé um grande recurso, apesar de não se conhecerem e viverem em diferentes continentes. Eles são um tributo ao espírito da Internet: Curt queria demonstrar o que o (gratuito) Apple e.g. podia fazer e, francamente, a Apple tem necessidade de todas as demonstrações de tecnologia de vanguarda que for possível fazer.

Aos nossos olhos, todos eles são vencedores. Mas nós não temos necessidade de utilizar os quatro sistemas de pesquisa. Pelo que planejamos, usaremos a solução Apple e.g. de Curt em primeiro lugar, porque, sendo todas as outras semelhantes, parece ser a mais fácil de integrar na nossa presente montagem. Se tivermos problemas, testaremos as soluções de Ethan e de Ole e David. Será provavelmente mais fácil testar a solução de Ethan, uma vez que não há necessidade de interacção com o nosso servidor da Web. No entanto, a solução de Ole e David pode encaixar perfeitamente com um outro trabalho que Geoff realiza sobre indexação de palavras-chave. A solução final a testar será a de Scott e O WebServer 4D, unicamente porque implica a compra, instalação e aprendizagem de vários novos programas. Não há nenhum problema em princípio com essa situação, apenas a disponibilidade em tempo de largura de banda que temos para aprender coisas novas.

Obrigado uma vez mais a todos os concorrentes!


Publicações não-comerciais e sem fins lucrativos, assim como sites Web, podem re-imprimir ou criar links para artigos publicados, desde que todos os créditos sejam mantidos. Não garantimos o conteúdo dos artigos. Publicações, produtos ou nomes de empresas podem ser marcas registradas de empresas.


Anterior | Lista de Edições em Português | TidBITS Home Page | Próximo